Conta Jurídica Caixa: como fazer

Você precisa organizar as finanças da sua empresa? Conheça a conta corrente para pessoa jurídica da Caixa Econômica Federal – CEF. 

Gerenciar uma empresa exige muita atenção para diversos setores do seu negócio. O departamento de finanças é um dos mais importantes. É nele que transitam todos os pagamentos e transferências para os colaboradores e o capital de giro para o funcionamento da empresa.

Os bancos oferecem diversos serviços destinados às empresas com o objetivo de ajudar o setor financeiro como um todo. Um dos produtos mais oferecidos para pessoas jurídicas é a conta corrente PJ. Geralmente elas possuem limites de transações maiores e mais serviços disponíveis para a sua empresa do que nas contas para pessoa física.

Confira a seguir os benefícios e como abrir uma conta corrente PJ na Caixa Econômica Federal – CEF.

Conta corrente Pessoa Jurídica Caixa

Assim como é oferecido em outros bancos, a Caixa possui cinco modalidades diferentes de conta corrente PJ: Executiva, Clássica, Super, Master e Premium. O valor da mensalidade delas pode variar entre R$ 49 e R$ 459. Todas elas permitem fazer transferências, saques e conferir transações no internet banking ou aplicativo Caixa.

A Caixa Econômica também disponibiliza empréstimos, financiamentos, convênios de arrecadação e cobrança e aplicações financeiras para os clientes com conta corrente PJ. O microcrédito e antecipação de receita podem ser adquiridos, por exemplo, para aumentar o capital de giro do seu negócio.

Como abrir uma conta jurídica na Caixa

Os empresários e microempreendedores interessados em abrir uma conta para pessoa jurídica na Caixa Econômica Federal – CEF devem ir até uma agência do banco e apresentar os seguintes documentos para abrir a conta corrente PJ:

Atenção: Os documentos obrigatórios para abertura da conta corrente PJ deverão ser apresentados em cópias e originais.

Seja um Microempreendedor Individual

Tem o seu próprio negócio e deseja regularizar a situação? Saiba que existe um jeito simples de registrar a sua empresa e legalizar o serviço: se tornando um Microempreendedor Individual (MEI). Nessa formalização, você não paga impostos federais, e sim uma taxa única por mês que dá direito aos benefícios do INSS, como auxílio maternidade, auxílio doença e aposentadoria. Confira como abrir uma empresa como Microempreendedor Individual.

Veja também!




Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL