Reserva de emergência para investimentos: como fazer

Quem faz investimentos financeiros precisa ter uma reserva para cobrir possíveis emergências. Veja como reunir o dinheiro e criar um fundo!

Os investimentos são formas de garantir uma renda maior a longo prazo. Dependendo do prazo de resgate do título e dos rendimentos de fundos e ações, os lucros podem duplicar o capital investido. No entanto, é necessário conhecer as opções disponíveis para fazer aplicações e levar em conta o seu perfil de investidor, que pode ser mais conservador e, com um tempo de experiência no mercado, ficar mais arrojado.

O mercado de investimentos requer um conhecimento sobre as aplicações disponíveis para não sofrer prejuízos no futuro. Entre as opções oferecidas por bancos e corretoras de valores estão o investimento de renda fixa, onde é possível ter uma ideia sobre os lucros da aplicação, e de renda variável, que leva em conta os índices do mercado financeiro e a valorização dos ativos.

Para quem faz investimentos, principalmente em ações e ativos de renda variável, é importante ter um dinheiro reserva para fazer pagamentos, caso ocorra alguma emergência e o dinheiro aplicado não tenha que ser resgatado antes do rendimento previsto. Iremos mostrar como criar uma reserva de emergência e as vantagens de ter um saldo disponível para cobrir gastos inesperados. Confira!

Como funciona uma reserva de emergência

Ter uma grana reserva é o ideal não só para quem faz investimentos. Quando é possível guardar uma pequena parte do salário todo mês em uma conta separada, você reúne um bom valor durante alguns meses. Se houver a necessidade de cobrir alguma despesa de última hora, como um conserto mecânico do carro ou um atendimento médico, recorrer à reserva de emergência é uma boa opção, principalmente para fugir dos custos de um empréstimo pessoal.

Nos investimentos, a reserva de emergência ajuda o investidor quando uma aplicação não tem o rendimento esperado e ele precisa do dinheiro para cobrir uma compra que fez ou um acordo comercial. Em outros casos, o dinheiro para emergências é justamente usado para cobrir os gastos inesperados, sem precisar retirar o dinheiro investido antes do momento certo e acabar perdendo os rendimentos da aplicação.

Como fazer a reserva para investimentos

O investidor sempre deve ter um valor guardado para emergências, seja para casos pessoais ou quando os investimentos não trazem o retorno esperado. Com os lucros de aplicações iniciais, separe uma parte do valor que não irá reinvestir ou gastar e coloque em uma conta bancária separada. Faça o mesmo com uma parte do salário e procure sempre acrescentar um valor, mesmo que pequeno, à reserva de emergência. Veja abaixo um exemplo:

Digamos que um indivíduo receba um salário de R$ 1.200, e desse valor, ele guarde 15% todo o mês em uma conta poupança. O valor do depósito mensal será de R$ 180. Após seis meses, sem fazer saques e outras movimentações, o valor disponível será R$1.080. Se mantiver a mesma disciplina em 12 meses seguintes, o valor total da reserva de emergência será de R$ 2.160.

Portanto, vale a pena economizar durante alguns meses e guardar o dinheiro, tanto para emergências como para pagar compras no futuro. Se o dinheiro for colocado em uma conta poupança, ele será um pouco maior, porque o saldo disponível renderá conforme a remuneração da conta, mas existem outras opções que trarão rendimentos um pouco maiores. Veja abaixo!

Posso investir o valor disponível na reserva de emergência?

Sim. A reserva é importante para cobrir situações emergenciais que precisam ser resolvidas de forma mais rápida, por isso, é importante sempre manter um valor disponível para pagar contas inesperadas. Todavia, é possível fazer com que o saldo renda enquanto está guardado. Para investir uma parte da reserva ou todo o valor disponível, o investidor deve procurar aplicações que terão perdas menores, caso o valor precise ser retirado do investimento antes do tempo correto.

Entre as aplicações de riscos menores estão os investimentos em CDB, o Tesouro Selic e as letras de crédito (LCI e LCA). Sendo assim, se quiser guardar o dinheiro da reserva de emergência e fazer com que ele tenha lucros enquanto estiver parado, conheça abaixo cada uma das opções de investimentos e saiba a aplicação que terá menores riscos para o seu caso!

Veja também!



Solicite seu empréstimo

Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL