Tire 16 dúvidas sobre o consórcio de cirurgia plástica

O consórcio de cirurgia plástica pode ser uma opção para realizar o seu sonho. Quer saber mais? Confira as perguntas mais comuns sobre o assunto.

Tire 15 dúvidas sobre o consórcio para cirurgia plástica_web

O consórcio funciona como uma compra a longo prazo: o cliente entra em um grupo com outros consorciados e cada um paga parcelas pela carta de crédito. Durante o período do consórcio, a empresa que organiza os grupos sorteia o valor da carta todos os meses entre os participantes que estiverem com os pagamentos em dia.

As empresas organizam consórcio para diversas finalidades. É possível comprar carros, imóveis e outros serviços, como viagens e pagar estudos. Como é cobrada apenas uma taxa de administração pela empresa do consórcio, vale a pena pensar nesse tipo de compra na hora de garantir valores mais altos ou produtos mais caros.

Se você acha seu nariz grande ou está incomodada com alguma gordurinha, mas falta dinheiro para uma cirurgia, comemore: dá para fazer uma plástica mesmo com o orçamento apertado. No consórcio de cirurgia plástica, você paga parcelas mensais em um valor que não prejudique suas contas e, quando for sorteado, usa a carta de crédito para pagar a cirurgia.

Confira a seguir todos os detalhes desse negócio e programe o seu consórcio:

1. Como funciona o consórcio de cirurgia plástica?

Você escolhe o valor da carta de crédito, ou seja, o dinheiro que pretende gastar com o procedimento. Funciona assim: uma empresa que administra consórcios abre um grupo para quem está interessado em um consórcio de serviços – que é o nome do consórcio para cirurgia plástica, por exemplo. Todos os participantes pagam as parcelas durante o período de duração previsto em contrato, e a administradora cuida do dinheiro e dos sorteios. Todo mês alguém é sorteado e, mesmo com o dinheiro na mão, continua pagando as parcelas mês a mês até o final do consórcio.

2. Quanto tempo dura um consórcio para fazer uma cirurgia plástica?

Depende. Os consórcios de serviços costumam durar de um a quatro anos. Isso significa que se você for sorteado no final, terá que esperar bastante para fazer a cirurgia. Vale lembrar que você pode dar um lance e tentar levar a carta de crédito antes. Por isso, o consórcio é uma boa opção para quem não tem o costume de guardar dinheiro e também não está com pressa.

3. Como eu entro em um consórcio de serviços?

Para participar, procure uma administradora de consórcios, pois ela reúne os interessados na mesma carta de crédito ou clique aqui e confira 3 caminhos para entrar em um consórcio.

4. Como eu faço o pagamento das parcelas?

Ao fechar o negócio você recebe um boleto para pagar as parcelas. Esse boleto possui todas as informações sobre o consórcio, como quantos participantes foram sorteados no último mês.

5. As parcelas do consórcio de cirurgia plástica têm juros?

O consórcio não tem juros como um empréstimo pessoal, mas você paga uma taxa para a administradora. Além disso, as parcelas podem sofrer reajuste uma vez por ano de acordo com alguns índices, como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mostra a variação do custo de vida dos consumidores.

6. Como faço para ser contemplado no consórcio de cirurgia plástica?

Existem duas maneiras: sorteio mensal e dando lances – quem oferece mais dinheiro neste lance leva a carta de crédito, como em um leilão. Em alguns consórcios, o lance vencedor não é o mais alto e sim aquele em que o participante antecipou o maior número de parcelas do pagamento, já que no mesmo grupo podem existir participantes com prazos e parcelas diferentes.

7. O que acontece com o dinheiro do lance se ele não for o mais alto?

Se o seu lance não for o vencedor, não é preciso entregar esse dinheiro. Você pode guardar de volta e tentar novamente em outros meses.

8. Quantos sorteios acontecem por mês?

O número de sorteios varia conforme cada administradora porque elas têm regras próprias. A quantidade também muda de acordo com o número de participantes do consórcio, pois quanto mais gente existe no grupo, mais dinheiro é arrecadado por mês para a carta de crédito.

9. Eu tenho que continuar pagando as parcelas depois de ser sorteado?

Sim. Mesmo que você seja sorteado no começo do consórcio, deve continuar pagando as parcelas até o final do prazo que está no contrato.

10. O que acontece se eu atrasar o pagamento de uma parcela?

Você terá que pagar este valor com juros e multa. Se você atrasar muitas parcelas corre o risco de ser excluído do grupo. Caso isso aconteça, é preciso esperar até o final do consórcio para resgatar seu dinheiro.  Lembre-se: você não irá receber tudo, pois terá que quitar a multa.

11. O que fazer se eu não consigo mais pagar o consórcio de cirurgia plástica?

Não se preocupe, pois existem três caminhos. Confira:

1. Transferir a sua participação para outra pessoa, que vai comprar a cota;
2. Mudar para um consórcio, da mesma empresa, que tenha parcelas menores. Por exemplo, ir para um consórcio de uma carta de crédito mais barata.
3. Pedir para sair do grupo. Você terá que pagar uma multa e esperar ser sorteado para receber o dinheiro das parcelas anteriores.

12. A carta de crédito é entregue em dinheiro?

Não. Quando você for sorteado deve procurar o médico, programar a cirurgia e avisar para a administradora, pois ela vai pagar o serviço. O dinheiro da carta de crédito não cai na sua conta.

13. Posso comprar outro serviço com a minha carta de crédito?

Depende da administradora e do contrato. No consórcio da Rodobens, parceira da Konkero, você pode contratar qualquer serviço com o valor da sua carta de crédito. Basta apresentar a nota para a administradora.

14. E se a cirurgia que eu quero fazer tiver um preço diferente da minha carta de crédito?

Depende do que está no contrato. Geralmente, se for uma plástica mais barata, você pode usar o restante do dinheiro para quitar as parcelas do consórcio. Se for mais cara, dá para usar carta de crédito, mas você terá que completar o valor que falta.

15. Qual é o prazo máximo para fazer a cirurgia plástica depois que fui sorteado?

Você tem tempo até o consórcio terminar. Se você for sorteado e não quiser fazer o procedimento naquele momento, a administradora deve depositar o valor da carta de crédito em uma poupança e você tem o prazo mínimo de seis meses para sacar esse dinheiro.

16. Quais são as administradoras que vendem consórcio de cirurgia plástica?

Você precisa procurar por um consórcio de serviços que o termo que as administradoras costumam oferecer esse produto. Nós comparamos as 5 maiores administradoras que vendem consórcio de serviços para você ter segurança nessa escolha.

Escolha bem a clínica em que irá fazer o procedimento

Antes de efetuar o pagamento pela cirurgia plástica com a carta de crédito garantida pelo consórcio, visite o local e certifique que as instalações da clínica são seguras e que irão fazer o procedimento corretamente com todos os preparos necessários. Faça consultas com o médico e prefira um profissional com mais experiência para fazer a sua cirurgia.

Veja também!





Solicite seu empréstimo

Leandro Oliveira: formado em Jornalismo pela Universidade Santo Amaro. Trabalha com produção de conteúdo há 2 anos, diretamente com pautas sobre finanças pessoais e produtos financeiros. Iniciou sua carreira como estagiário em produção de conteúdo na Konkero e, hoje, ocupa a função de Assistente na criação e atualização de pautas e matérias.

Julia Braz de Teves: jornalista formada em 2019 pela Universidade Nove de Julho. Já atuou na área de assessoria de imprensa, e já trabalhou como auxiliar administrativa-financeira, passando, inclusive, pelo departamento pessoal.

Guilherme Prado: graduado e mestre em administração de empresas pela EAESP-FGV. Empreendedor há 21 anos, escreve sobre finanças pessoais há 8 anos.


Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL