Como funciona o empréstimo com garantia de veículo

Entenda como funciona o empréstimo onde o cliente apresenta o seu veículo como garantia e consegue taxas de juros mais baixas.

Ao oferecer algum tipo de empréstimo, o banco ou instituição financeira cobra sobre ele uma taxa de juros e ainda outros encargos. São estes valores que bancam a operação feita pela liberação do crédito e também garantem o lucro à empresa credora. Como não há uma taxa de juros fixa estabelecida, ela é diferente de banco para banco, fazendo com que a comparação entre elas seja essencial para encontrar o crédito mais barato.

Quem procura um empréstimo para pagar contas e aliviar o orçamento, mas não quer pagar muito pelo crédito, pode considerar a possibilidade de apresentar uma garantia na solicitação do crédito, como um automóvel. Ao ter esta garantia, o banco entende que o risco de inadimplência é baixo, e consegue cobrar taxas de juros mais baratas.

O empréstimo com garantia de veículo, conhecido também como refinanciamento de automóvel, permite que o cliente pegue uma quantia mais alta de dinheiro com o banco, levando em consideração o valor de avaliação do carro e a análise de crédito do cliente. Saiba mais sobre este tipo de empréstimo e entenda os riscos de solicitá-lo.

Entenda o empréstimo com garantia de automóvel

Quando um cliente concede um carro próprio como garantia por um empréstimo, ele consegue contratar uma porcentagem do valor do veículo. Esta porcentagem varia de instituição financeira para instituição financeira, podendo ser de 70%, 80% ou até 90%. Portanto, quanto mais valor tiver o seu carro, mais dinheiro ele conseguirá pegar.

Neste cenário, as taxas de juros são reduzidas, uma vez que o banco tem um bem para cobrir os custos do empréstimo no caso de inadimplência. Isso significa que, enquanto no empréstimo pessoal, a empresa credora não tem como ter certeza de que o seu cliente pagará pelo crédito que ele está pegando, e por isso, coloca taxas de juros mais altas, no refinanciamento, este risco de não receber o pagamento é muito menor, pois há a garantia do veículo. Deste modo, os juros cobrados são mais baixos, tornando o crédito mais barato.

Um veículo pode ter um valor bem alto, dependendo de seu ano, modelo e marca. Por isso, quem precisa cobrir algumas dívidas e outras cobranças em aberto, ou até mesmo quem busca o dinheiro para a concretização de algum sonho, pode recorrer ao refinanciamento de automóvel e encontrar melhores condições na contratação do crédito.

Vale saber que, mesmo que o carro tenha sido “dado” como garantia, ele continua com o seu proprietário durante o pagamento do empréstimo. O bem só irá para o banco caso o cliente tenha dificuldades em continuar realizando o pagamento das parcelas do crédito e não consiga renegociar a dívida.

Portanto, apesar de ser algo de risco para o dono do veículo, um bom planejamento antes da contratação do empréstimo e a renegociação na existência de problemas financeiros fazem com que o veículo não seja perdido.

Além disso, muitas empresas podem exigir que o carro já esteja quitado para poder ser dado como garantia. No entanto, para quem ainda está pagando pelo veículo, há lugares que aceitam automóveis ainda alienados.

Neste caso, o interessado consegue pegar determinada quantia emprestada, porém, precisa usar parte dela para quitar o veículo. É importante que as parcelas do carro que estão faltando não sejam muitas e nem somem um grande valor, para que o negócio seja viável.

Como refinanciar um veículo

O interessado em apresentar um automóvel como garantia por um empréstimo precisa entrar em contato com um banco ou instituição financeira que comercializa este tipo de linha de crédito e solicitar uma simulação. O carro deverá estar em nome do próprio solicitante do crédito.

Depois disso, o banco fará uma análise de crédito no seu CPF e também analisará o veículo em questão, sabendo qual o valor que pode ser emprestado. Assim, o cliente pode escolher entre as condições apresentadas, analisando o prazo e a taxa de juros, e considerando a sua atual situação financeira. É essencial que, neste ponto, ele já tenha feito um planejamento financeiro e descoberto quanto ele pode desembolsar por mês para pagar o empréstimo, para não correr o risco de perder o automóvel.

Além dos bancos, o empréstimo com garantia de carro também pode ser feito online em empresas de crédito, como a Creditas. Nela, todo o processo de solicitação do empréstimo, contratação, apresentação de documentos e assinatura de contrato é feito online.

O empréstimo com garantia de carro vale a pena?

O refinanciamento de auto é uma boa opção para quem precisa de um empréstimo, porém, assim como em outros tipos de crédito, a sua contratação precisa ser feita com cuidado e responsabilidade. Ela implica na apresentação de um veículo próprio como garantia ao banco, o que significa que a empresa terá o direito de tomar o bem no caso da ausência dos pagamentos da dívida.

O banco não tem o objetivo de ficar com o automóvel envolvido na negociação; o seu interesse está, apenas, no pagamento da dívida que foi contraída. Para que isso não aconteça, o cliente precisa negociar e pagar o empréstimo. Na pior da hipóteses, caso o pagamento realmente não seja feito e não haja renegociação, a instituição financeira toma o bem para leiloá-lo e conseguir o dinheiro correspondente ao pagamento do empréstimo.

Portanto, este tipo de empréstimo vale a pena, desde que seja contratado com planejamento e cuidado.

Veja também!



Solicite seu empréstimo

Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL