Como ganhar dinheiro com artesanato: o guia completo

Veja o guia completo para ganhar dinheiro com artesanato e aumente a sua renda com essa atividade!

Trabalhar com artesanato é uma atividade muito prazerosa para quem sabe e gosta. Além de ser usado para relaxar ou ser um passatempo, o artesanato também pode ser convertido em dinheiro e ajudar a compor uma renda mensal.

Há diversos ramos no artesanato para se seguir: produzir sabonetes, bonecas, acessórios, entre tantos outros segmentos, que com certeza fazem sucesso em um nicho específico; assim como há quem adora produzir, há quem adora ter, mas não consegue fazer por conta própria.

Se você pensa em ganhar dinheiro com artesanato, saiba que isso é possível e que há várias maneiras de se conseguir lucrar. Confira neste guia completo quais são as etapas para conseguir ter sucesso fazendo esta atividade e ter uma fonte de renda com isso.

1. Saiba o que você vai produzir

O mercado disponibiliza diversos materiais diferentes, com os quais é possível produzir coisas além da imaginação. Há muitas opções de peças artesanais para se produzir e você pode escolher uma, duas, quantas você souber fazer. Estabeleça um tempo para trabalhar e veja em que você realmente pode se dedicar.

Se você quer ir para este mercado mas ainda não sabe o que pode produzir, veja algumas possibilidades:

Sabendo exatamente no que você vai se dedicar, fica mais fácil estabelecer um negócio.

2. Faça um planejamento financeiro

É importante que você se planeje financeiramente antes de começar a produção. Como você vai produzir para vender, você precisará investir uma quantia inicial para comprar os materiais necessários, embalagens, entre outras coisas relacionadas ao seu trabalho.

Se você está começando e ainda não tem certeza de quanto lucro conseguirá com as vendas, comece aos poucos, fazendo poucas peças ou sob encomenda. Assim, planeje-se para que o dinheiro que você gastou fazendo o artesanato não seja superior ao seu lucro.

3. Precifique e divulgue

Essencial para que você tenha lucro e não prejuízo, a precificação deve ser feita com cuidado, para que o valor das suas peças não fique muito barato e você perca dinheiro, e nem muito caro, espantando possíveis clientes.

O ideal é que você tenha uma média de quanto gasta para fabricar cada peça e também cobre pela mão de obra. Assim, ao fazer uma venda, você consegue pagar o que gastou no material necessário e ainda recebe pelo trabalho realizado.

Além de estabelecer preços, você também precisa divulgar o seu trabalho o máximo possível, para conseguir cada vez mais clientes. Converse com os seus amigos mais próximos, divulgue nos lugares onde você frequenta, e também peça para que quem já comprou com você indique o seu trabalho para outras pessoas.

Não deixe de usar as suas redes sociais para mostrar o seu trabalho e alcançar também aqueles que você não tem um contato tão próximo.

4. Faça vendas online

Não se limite às vendas presenciais, mas coloque os seus produtos em plataformas gratuitas para conseguir realizar mais vendas. Você pode vender pelo Mercado Livre, OLX, Elo7, Enjoei, entre outros sites de vendas.

Se preocupe em tirar boas fotos dos seus produtos, de ângulos diferenciados e que consigam mostrar o produto completamente, e em detalhar o máximo possível as suas peças, para que os compradores não tenham dúvidas sobre o que você está vendendo.

Uma vez que você colocar os seus produtos online, não esqueça de dar atenção para essas plataformas, verificando sempre se há novos interessados e mensagens de clientes.

5. Ofereça um bom atendimento

Além de produzir bem, se preocupe também em oferecer um bom atendimento para os seus clientes, para que eles sejam regulares e também te indiquem para os amigos e conhecidos deles.

Seja educado e paciente, esclarecendo as dúvidas que aparecerem e mostrando que aquele cliente é importante para você, porque ele realmente é. Lembre-se que um bom atendimento, para algumas pessoas, é fundamental para que a venda seja realizada. Por isso, se esforce para tratar o seu cliente da melhor maneira possível.

Se o seu negócio crescer e você não estiver dando conta de produzir e atender os seus clientes ao mesmo tempo, inclusive os que compram com você pelas plataformas online, peça para algum familiar te ajudar nessa tarefa. Ou, ainda, considere ser um Microempreendedor Individual e contratar alguém para cuidar desta área para você.

6. Busque sempre se aperfeiçoar

Quanto mais você produz, mais prática você tem, e assim, mais fácil fica a produção e mais qualidade as suas peças têm. No entanto, não é só a prática que leva à perfeição, mas também os treinamentos e cursos realizados.

Se atente às novas técnicas e procure aperfeiçoar o seu trabalho sempre que possível, a fim de oferecer sempre peças bem feitas. Além disso, com cursos e workshops, você pode conseguir uma qualificação profissional, podendo aumentar um pouco o preço dos seus produtos, uma vez que são feitos por alguém que é profissional no assunto.

Veja também!



Solicite seu empréstimo

Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL