Assumir financiamento de moto: como fazer

Entenda como assumir o restante do pagamento de uma moto e veja os cuidados para fazer essa transferência!

Comprar uma moto é o sonho de muitos motociclistas depois de tirar a primeira habilitação. Essa compra pode ser de uma motocicleta 0 Km, semi-nova ou uma moto usada com alguns anos de fabricação. Em muitos casos, o motociclista consegue um bom desconto na compra de uma moto que está financiada. Nesse caso, a financeira ou o banco descontam uma parte do valor que já foi pago pelas parcelas e repassa a moto para um novo responsável, sendo que esse deve pagar o restante do financiamento.

Essa é uma venda bem comum entre os motociclistas, tendo em vista que a compra deverá ser paga pelo novo dono e o antigo não terá que arcar com essa dívida. No entanto, é fundamental fazer essa transferência de financiamento com os cuidados necessários para que não haja problemas no futuro, tanto para o atual dono como para o antigo.

Vamos mostrar o passo a passo para assumir o financiamento de uma moto e não ter problemas com documentos e dívidas. Confira!

Entenda as etapas para assumir financiamento de moto

Assumir o restante do pagamento de uma moto é uma compra segura, mas é importante tomar os cuidados necessários, desde a negociação até a compra da moto. Veja abaixo as fases para comprar uma moto já financiada!

1. Entre em contato com o atual dono da moto

É importante que o motociclista interessado na moto procure o atual dono e entenda como está o pagamento do financiamento. Além da compra, é fundamental saber como está a documentação da motocicleta e se há multas registradas à ela. Todas essa informações terão peso na hora de negociar o preço e concretizar a venda da moto.

Lembre-se! Em caso de multas antes da transferência, quando a moto ainda não estava com o atual dono, o antigo proprietário deve ser o responsável pelo pagamento da cobrança, ou seja, ela não é responsabilidade de quem assumiu o financiamento.

2. Comece a negociação

Tendo em vista os pagamentos que já foram feitos pelo antigo dono, o valor restante do financiamento será de responsabilidade do novo proprietário da moto junto ao banco ou financeira. No entanto, é possível negociar algumas parcelas com quem está repassando a moto financiada. Dessa forma, o comprador pode diminuir o número de parcelas que deverá pagar ao banco, consequentemente, diminuindo a dívida.

3. Vá até o banco com o antigo dono

Após fazer a negociação com o vendedor da moto, será necessário ir até o banco para fazer a transferência de financiamento da moto. Essa fase costuma ser um pouco mais complicada entre o vendedor da moto e quem quer compra-lá. Isso porque, o banco fará a análise de crédito do interessado em comprar a moto e, se o gerente perceber que o possível novo dono está com o nome sujo ou não possui condições financeiras de pagar o restante do financiamento, a compra não poderá ser continuada.

Se o banco autorizar a transferência do pagamento da dívida para o novo dono da moto, um contrato de financiamento será emitido entre a instituição bancária e o comprador. Dessa forma, em termos financeiros, a compra será assumida pelo proprietário atual. Entretanto, a documentação da moto também deverá ser transferida. Saiba mais abaixo!

4. Transfira o documento da moto

O atual dono precisará ter o documento da motocicleta (DUT ou CRV) emitido pelo antigo proprietário e registrado em cartório. Além dele, o novo dono terá que apresentar o Renavam da moto e alguns documentos pessoais com cópia ao Detran da região, como RG, CPF, comprovante de endereço, comprovante de pagamento da taxa de transferência da moto, decalque do chassi e motor e o BTRE.

O Departamento de Trânsito fará uma vistoria da moto e, se estiver tudo certo, um novo documento da moto será emitido para o proprietário atual dentro de alguns dias.

Veja também!



Solicite seu empréstimo

Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL