Repassar moto financiada: como organizar os documentos

Descubra a documentação necessária para fazer a transferência de uma moto financiada. 

Comprar uma moto que ainda não foi totalmente quitada é muito comum. Nesse caso, o antigo dono repassa a motocicleta para um novo proprietário que deve continuar o pagamento do valor restante do financiamento. É importante lembrar que existem algumas regras para essa compra ser feita, como a aprovação da análise de crédito do novo dono da moto pelo banco e a transferência da documentação.

Antes de comprar uma moto já financiada, o interessado deve entrar em contato com o atual dono e saber mais sobre a situação do veículo. Pergunte sobre as revisões mecânicas e a documentação da motocicleta. Se houver multas atreladas à placa da moto antes da transferência de financiamento, por exemplo, é responsabilidade do antigo dono fazer o pagamento e regularizar a situação da moto.

Em relação aos documentos da motocicleta, a transferência deve ser feita logo que o financiamento para o novo dono é feito no banco. Para isso, o responsável precisa reunir a documentação pessoal e da motocicleta, e levar até o Departamento de Trânsito (Detran) da região. Saiba quais são esses documentos e entenda como fazer a transferência da moto!

Quais são os documentos necessários na transferência

Assim como a negociação junto ao banco onde a moto foi financiada é obrigatória, os documentos da motocicleta precisam ser transferidos ao nome do novo responsável. Essa regularização pode ser feita pelo vendedor ou comprador, mas ambos devem apresentar os documentos obrigatórios para fazer a transferência da motocicleta.

É necessário preencher o Certificado de Registro do Veículo, o CRV, com as assinaturas do vendedor e do comprador. O documento precisa ter sido registrado em cartório e com cópias autenticadas para ambos. Além desse, o pagamento da tarifa de transferência da motocicleta também é obrigatório e o comprovante desse custo precisa ser apresentado.

Os documentos do novo proprietário da motocicleta também devem ser encaminhados com cópias para fazer a transferência. Uma carteira de identidade, que pode ser o RG ou a CNH, o CPF e um comprovante de residência são as informações que precisam ser apresentadas. Em caso de compra por pessoa jurídica, o CNPJ e o contrato social da empresa são obrigatórios.

Por fim, outros dois documentos são essenciais para fazer a transferência da moto junto ao Detran: o laudo de vistoria da motocicleta e duas cópias do formulário Renavam.

Onde emitir o novo documento da moto

Após reunir os documentos e comprovantes de pagamento e vistoria, o novo proprietário da moto deverá ir até o Detran e solicitar a documentação da moto em seu nome. Em poucos dias, ele poderá voltar ao centro de atendimento e retirar o novo documento da motocicleta.

Fique atento!

Quando a transferência de financiamento for autorizada pelo banco, a regularização do documento da motocicleta deve ser feita em até 30 dias no Detran. Caso contrário, os departamentos regionais de trânsito podem aplicar multas. Como motos e carros não podem circular quando a documentação está irregular, caracteriza-se infração, pois é necessário que o veículo esteja registrado no nome do proprietário responsável. Portanto, lembre-se de regularizar o documento da motocicleta e sempre leve-o quando for pilotar!

Veja também!



Solicite seu empréstimo

Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL