Cancelar cheque especial: entenda como funciona

Descubra como cancelar o cheque especial e veja porque isso é uma boa opção.

O cheque especial é um limite de crédito pré-aprovado disponibilizado pelos bancos e algumas instituições financeiras. Com ele, os titulares têm acesso a uma quantia extra na conta corrente, mesmo sem ter solicitado um empréstimo, podendo usá-la como acharem melhor.

Mesmo parecendo algo muito bom, é preciso ter em mente que este recurso se trata de um empréstimo, tendo uma das mais altas taxas de juros. Desta maneira, é uma das linhas de crédito mais caras do país.

Sendo um limite pré-aprovado, muitas vezes ele aparece na conta corrente do cliente mesmo sem a sua solicitação. Porém, para cancelar o limite, é necessário entrar em contato com o banco. Saiba mais sobre como funciona o processo do cancelamento do cheque especial e entenda porque esta opção é uma boa ideia.

Como cancelar cheque especial

Hoje, os bancos oferecem uma grande acessibilidade e praticidade aos seus correntistas, permitindo a contratação de diversos serviços pela internet ou pelos seus aplicativos para celular. Infelizmente, o mesmo não acontece com o cancelamento do cheque especial, o que não permite que o titular resolva este problema sozinho e em poucos minutos.

Para cancelar o limite disponível, é necessário entrar em contato com o banco e solicitar o cancelamento. O correntista pode fazer isso por telefone, ligando para o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) do banco onde tem conta corrente e pedir o encerramento do serviço. Ele também pode entrar em contato diretamente com o gerente da sua conta para fazer o pedido.

Confira abaixo os telefones das instituições financeiras para cancelar o cheque especial:

A solicitação também pode ser feita pessoalmente, na agência responsável pela conta do titular interessado na descontinuação do limite de crédito.

Cancelar o cheque especial é uma boa opção?

Sim. O cheque especial é uma linha de crédito muito fácil de se contratar, sendo também uma das mais caras. Sempre que este limite é utilizado, o titular da conta deve pagar altas taxas de juros e também o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

Apesar de algumas vezes ser uma facilidade para os correntistas, é comum este recurso se tornar um vilão, fazendo com que o titular se endivide rapidamente com o banco no caso da má administração do limite.

Além disso, com a nova regra do cheque especial, até mesmo quem não usa o crédito pode ter que pagar dívidas só por ter o limite disponível. Apesar da nova medida impor um teto sobre a taxa de juros a ser cobrada pelos bancos e instituições financeiras, é permitida a cobrança de uma tarifa mensal de até 0,25% sobre o valor do limite superior a R$ 500.

Desta maneira, um correntista que possui um limite de R$ 600 corre o risco de se ver obrigado a pagar uma tarifa referente ao cheque especial, a depender do banco, mesmo sem ter usado nada do valor disponibilizado. Neste caso, o cancelamento do limite pré-aprovado é uma boa escolha e evita a cobrança de tarifas desnecessárias.

Veja também!



Solicite seu empréstimo

Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL