Como financiar um carro?

Entenda como financiar um carro e conseguir pagar o seu novo veículo de maneira parcelada.

Financiar um carro é uma das maneiras mais utilizadas para adquirir um novo automóvel. Oferecido por grandes bancos e instituições financeiras, o financiamento é um tipo de linha de crédito que permite que o comprador pague o valor do carro desejado em parcelas fixas por até 60 meses, na maior parte dos casos.

Sendo uma linha de crédito, é como se o interessado pelo veículo pegasse emprestado o valor do carro para fazer o pagamento, e depois pagasse pelo crédito com o acréscimo de juros. Desta forma, ele tem acesso ao carro assim que o contrato do financiamento é fechado.

Entenda melhor como financiar um carro e conseguir usar o veículo enquanto faz os pagamentos mensais por ele.

Como contratar um financiamento de carro?

O financiamento de um carro implica que o interessado tenha em mente qual o veículo que será financiado, saiba onde ele fará essa negociação, tenha ciência das taxas e encargos envolvidos e, por fim, pegue o seu carro na concessionária. Confira agora 5 passos para financiar um carro e aproveitar o seu novo automóvel.

1. Escolha o veículo e o valor

O primeiro passo para financiar um carro é escolher um veículo. Se você ainda não escolheu o seu carro, você pode procurar em concessionárias físicas ou pela internet, em sites de vendas especializados.

Você também deve se atentar ao valor do automóvel, sabendo, principalmente, quanto de entrada você conseguirá dar. O valor da entrada, normalmente, equivale a uma porcentagem do valor do carro, e pode ser maior ou menor, a depender dos critérios da instituição financeira onde você está negociando ou das suas condições. Vale lembrar que, quanto maior o valor da entrada, menor o valor a ser financiado, e assim, menor o valor de juros a pagar.

Há instituições financeiras que fazem o financiamento sem entrada, porém, o valor financiado será 100% do carro, ou seja, haverá uma incidência maior de juros neste caso. Por isso, é recomendado que seja dado um valor de entrada, para que você pague o menos possível pelo carro.

2. Saiba onde você fará o financiamento

Depois de escolher o carro, você deverá procurar uma instituição financeira para fazer o financiamento. Normalmente, os bancos oferecem esse tipo de crédito até mesmo para quem não é correntista. Assim, você pode financiar em bancos tradicionais, como Itaú, Santander, Banco do Brasil, ou ainda nos bancos das próprias montadoras, como o Banco Honda, Banco Volkswagen, Banco Fiat, entre outros.

Para escolher a empresa com o melhor negócio, você precisa analisar as condições oferecidas por cada uma, como taxa de juros, requisitos para financiar, atendimento ao cliente, prazo e formas de pagamento, tudo o que irá interferir na negociação e determinar como será o seu financiamento, e ver qual apresenta as melhores condições para o seu orçamento.

Ao fazer essa análise, não deixe de comparar as informações. Por isso, coloque tudo no papel e verifique com calma, para não se precipitar e fazer um mal negócio. No simulador de financiamento de carro da Konkero, você pode comparar as taxas e fazer a simulação do valor que será financiado, tendo uma ideia de quanto deverá desembolsar por mês na aquisição do veículo.

3. Faça uma simulação

A simulação é importante tanto para dar início ao processo do financiamento, quanto para comparar as condições das instituições financeiras que financiam carros. Se você quer comparar, acesse o simulador da Konkero, que tem as taxas de juros de diversos bancos.

Se você já sabe onde prefere fechar o negócio, você pode fazer a simulação diretamente com a empresa, pelo site dela, na concessionária ou em uma agência do banco. Assim, você saberá qual o valor que pode ser financiado, qual a taxa de juros que será aplicada, o valor e a quantidade das parcelas, e ainda outros detalhes sobre o crédito, como formas de pagamento.

É importante ressaltar que, mesmo na simulação, você deverá informar alguns dados pessoais, como nome completo, data de nascimento, CPF, entre outros, para que a empresa conheça o seu perfil financeiro e saiba com quanto pode te ajudar. Com esses dados, ela saberá quais as condições pré-aprovadas para você, antes mesmo de uma análise de crédito mais profunda ser realizada.

A simulação também é essencial para que você se planeje financeiramente. Caso você tenha encontrado o financiamento nas condições desejadas, não se esqueça de confrontar essas informações com o seu orçamento mensal, verificando se você realmente pode honrar com os pagamentos mensais e não ficar inadimplente.

4. Faça a negociação

Após fazer a simulação e encontrar o negócio que é favorável às suas condições financeiras, envie a proposta para o banco, que analisará com mais profundidade os seus dados e decidirá se aprova ou não o financiamento que você simulou. Normalmente, o resultado sai em pouco tempo.

Nesta ocasião, é de suma importância que você esteja com o seu CPF regular, sem pendências; bancos não fazem financiamento para negativados, por isso, consulte o seu CPF e, se for o caso, quite os débitos. Caso contrário, você não será aprovado na análise de crédito e não conseguirá financiar o carro.

Ao receber a aprovação, veja com o banco qual o procedimento para fazer a contratação e fechar o negócio, incluindo os detalhes sobre a documentação do automóvel. Com o contrato do financiamento assinado, você já poderá entrar em contato com a concessionária e combinar a data para retirada do carro, e finalmente utilizar o seu novo veículo.

5. Faça os pagamentos em dia

Por último, você precisa honrar com os pagamentos e fazê-los adequadamente e em dia. Você já estará com o carro em mãos, porém, caso deixe de pagar as parcelas do financiamento, você pode perdê-lo. Isso acontece porque, assim como em um empréstimo com garantia de auto, o carro é a garantia de que o crédito será pago. Se o comprador não fizer os pagamentos corretamente e não negociar, ele acabará perdendo o carro.

Por isso, é essencial que você se planeje antes de fazer o financiamento, para não comprometer o seu orçamento mensal, contrair dívidas, sujar o seu nome e perder o bem.

Veja também!



Solicite seu empréstimo

Siga-nos nas redes sociais

Copyright © 2020 Konkero. Todos os direitos reservados.

Regras de uso do site Política de privacidade
Google Safe Secured SSL